quinta-feira, 15 de julho de 2010

Esclarecimento a comunidade ufológica

A CRIAÇÃO DO MGU - sem polêmica


A criação do MGU se deu no dia 31 do mês de outubro de 2009, em Santa Cruz do Sul, conforme ata de reunião aprovada por todos os grupos presentes. A senhora Angelita, inclusive, sugeriu que não se criasse uma federação, mas sim um movimento, pelas razões explicitadas na própria ata. O nome do movimento saiu de várias idéias compartilhadas por nós naquela oportunidade. O MOVIMENTO GAÚCHO DE UFOLOGIA está crescendo e ocupando seu espaço, cumprindo o seu papel integrador e intercambiador entre grupos ufológicos e ufólogos independentes deste Estado. A reunião aludida pelo ufólogo Osmar ocorrida em Porto Alegre, apenas serviu para que o Sr. Osmar apresentasse sua proposta de uma Federação, idéia com a qual concordaram os ufólogos presentes, mas com a intenção de levar esta idéia até a próxima reunião em Santa Cruz do Sul, por ocasião do ENEUS (não lembro a data). Na reunião executiva do ENEUS no domingo pela manhã, o Sr. Osmar apresentou a idéia de triunvirato para a condução da tal Federação, constituído por ele, mais os ufólogos Daniel e Odone. O Sr. Osmar seria o Presidente, a sede em sua casa e as reuniões em Porto Alegre. Não só os ufólogos Odone e Daniel como todos os presentes não concordaram em absoluto com tal proposta. A democracia deve reinar e todos tem o direito de participar das decisões, principalmente, tratando-se de uma organização em nível regional. Tentamos fazer com que o Sr. Osmar refletisse e mudasse de idéia, o que não ocorreu, tendo este tomado a posição de se retirar da organização de um órgão que congregasse os ufólogos do RS. Foi lembrado ao Sr. Osmar Silva do UCA a fidalga receptividade que ocorreu por parte do pesquisador Rafael Amorim e de seus companheiros do NEUS em ouvir a todos, bem como, a proposta de organizar uma Federação, que, até então, surgia como idéia inicial. Porém como ele se manteve irredutível, foi decidido manter o compromisso assumido em reunião no II ENEUS e foi marcada a histórica reunião de 31 de outubro de 2009 em Santa Cruz do Sul, que culminou com a criação oficial do MGU. Ali foi PROMULGADO E ACEITO O NOME Movimento Gaúcho de Ufologia e mais tarde A LOGOMARCA DO MESMO, desenvolvida pela R.A. Comunicação.
Portanto, como mostram as atas das reuniões feitas na cidade de Santa Cruz do Sul e assinadas pelos membros dos grupos NEUS, GAIDU, CEUVA e GUVEC o Movimento Gaucho de Ufologia foi criado por todos os grupos citados e com uma comissão organizadora isenta de presidência ou comando único.
A ideia de articular e unificar ufologia riograndense veio de uma célula criada no II Fórum Mundial de Ufologia em Curitiba pelos companheiros Odone Nunes, Daniel Conrado e Osmar Silva, entre outros companheiros que ali estavam.
Mas devido as ideias de comando centralizado, antidemocrático e soberano, ditando as regras da pesquisa ufológica como desejo de se tornar uma idéia planejada por uma só pessoa foi oposta ao desejo de todos que receberam no II ENEUS a proposta trazida pelos companheiros do GEPEA E UCA, sendo decidido posteriormente a mudança deste triunvirato por um MOVIMENTO democrático e cooperativo.
Assim sendo fica registrado para toda comunidade ufológica brasileira que o MGU – Movimento Gaúcho Ufológico é de fato criado pelos grupos NEUS, GAIDU, CEUVA e GUVEC democraticamente na reunião do dia 31 de outubro de 2009 na cidade de Santa Cruz do Sul, sem nenhuma declaração ou oposição feita por parte de nenhum representante do UCA – Ufólogos Científicos Associados, oficialmente até então.
O MGU é para todos e recebe a todos os pesquisadores, simpatizantes do fenômeno UFO COM A FINALIDADE DE DIFUNDIR E ORGANIZAR NOSSA UFOLOGIA Riograndense.

Coordenadores do MGU

2 comentários:

  1. Olá caros amigos.
    Estou acompanhando as observações no Ceará.
    Reparei que relataram um Ovni de forma triangular.
    Recebi recentemente uma foto do Brasil para análise.
    Foto tirada em 2009 na cidade de Cuiritiba.
    Gostaria de vos enviar a foto, para mostrarem ao vigia que observou o fenómeno e ás restantes pessoas se era aquele objecto que observaram.
    Neste caso o que eu também gostaria de averiguar é se realmente não se trata do mesmo Objecto Voador Não Identificado.
    Fraterno abraço
    Nuno Alves
    Ufo Portugal
    nuno_sines@yahoo.com.br

    ResponderExcluir